Problemas da Articulação Temporo- Mandibular

Problemas da Articulação Temporo- Mandibular

 

Cada vez mais pessoas se dirigem ao especialista em Ortodontia a fim de tratarem transtornos da articulação temporo-mandibular (ATM). Esta articulação faz a união da mandibula (maxilar inferior) com o osso temporal (um osso do crânio), sendo uma das articulações mais complexas do ser humano. 

Esta patologia é muito diversa, podendo os sintomas irem de um simples mal-estar no abrir e fechar da boca, a situações mais graves, tais como dor, limitação da abertura bucal ou ruídos na função mastigatória. Um bom diagnóstico é imprescindível para se saber qual a estrutura da ATM que está afetada: os ligamentos,  a capsula articular ou mesmo a anatomia óssea. Hoje, um TAC da ATM ou uma ressonância magnética são mais do que suficientes para se fazer um diagnóstico conclusivo. É importante saber que este tipo de patologia resulta muitas vezes de distúrbios psicossomáticos e estes são geralmente a ponta do gatilho para desencadear situações clínicas mais graves.

O tratamento de primeira eleição passa pela colocação de uma férula oclusal: uma placa rígida que fica interposta entre os dentes superiores e inferiores. Acerca deste dispositivo, existe muita confusão por parte de pacientes, técnicos de prótese e mesmo colegas de profissões. Uma férula para tratamento da disfunção articular não equivale a uma férula termoplástica a que se recorre para que os dentes não se desgastem. Os pacientes que possuem essa patologia podem usar uma férula (também designada como goteira), mas isso não resolve o problema articular. Uma goteira de relaxamento para a ATM é uma férula rígida, feita em acrílico, enviada para o laboratório mediante uma determinada guia de construção concebida pelo Ortodontista. Essa guia é muito importante, pois vai simular os movimentos ideais que o paciente nesse momento não possui: uma mordida bibalanceada mutuamente protegida com protrusão. Hoje estas goteiras já são realizadas com tecnologia 3D, possuindo assim um excelente encaixe. Posteriormente, será necessário fazer consultas de controlo, para proceder a pequenos desgastes na goteira a fim de ir melhorando os contactos dentários, que, por sua vez, aperfeiçoam a articulação.

Existem outros tratamentos mais complexos, passando pela própria cirurgia. Felizmente estes casos são raros. Na maioria das vezes, com um tratamento simples de uma goteira apropriada, resolve-se grande parte dos problemas.

Resta referir que nunca se deve começar um tratamento ortodôntico com qualquer tipo de aparelho, quando o paciente possui uma patologia articular. Primeiro deve-se estabilizar os problemas articulares e só depois se coloca o aparelho dentário, até porque um aparelho dentário, por si só, não melhora transtornos da ATM.