Afinal, Quanto custa um aparelho dentário?

Afinal, Quanto custa um aparelho dentário?

Uma das perguntas mais vezes colocadas pelos pacientes que desejam realizar um tratamento ortodôntico é a de saber o “custo do aparelho dentário”. O problema aqui é identificar aquilo que será um montante razoável para um tratamento que se quer sempre bem-sucedido.

            Convém, desde já, perceber que o custo de um aparelho está intrinsecamente ligado a diversos fatores que devemos conhecer.

 Em primeiro lugar, um especialista em Ortodontia não se faz cobrar pelos ditos “aparelhos”. Os aparelhos não são mais do que um meio para a realização de um correto tratamento. O valor do tratamento é sempre independente do número de aparelhos utilizados. O Paciente por “comprar” um aparelho, não é sinónimo que os seus objetivos sejam cumpridos. O que o paciente quer é um tratamento com resultados, e o aparelho dentário é umas das várias ferramentas para o conseguir.

Em segundo lugar, há que salientar que os “aparelhos” não são todos iguais. Existem aparelhos topo de gama, de marcas conceituadas que nos dão garantias na qualidade dos tratamentos e aparelhos de marcas vindas de países emergentes, em que a qualidade é bastante deficitária, refletindo-se na qualidade do respetivo tratamento.  Como todos facilmente pressupõem, a maioria dos pacientes não tem conhecimento para avaliar a qualidade dos aparelhos, nem tão pouco exige saber a respetiva marca ou a origem. Todavia, essas diferenças refletem-se sempre no dinheiro a despender e, consequentemente, nos resultados que iremos obter ao nível da correção dos nossos dentes.

Por fim, será pertinente colocar a tónica no profissional. Uma consulta de especialidade médica é, e sempre foi, mais cara do que uma consulta feita por um generalista que também realiza Ortodontia. Um tratamento realizado por um Especialista em Ortodontia, que tanto investiu para tratar bem os seus pacientes, será mais caro que um Dentista sem formação acreditada em Ortodontia.

Em conclusão: quando se comparam preços de tratamentos ortodônticos, as circunstâncias têm que ser iguais e o paciente deve de exigir sempre o melhor para o seu tratamento que se reflete na sua saúde. E a saúde, “não tem preço”!